Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

ROTEIRO DE ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA E GEOGRAFIA 9º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA

Tema/Título da Atividade  Efeitos de sentido/ Mudanças climáticas

Estudante, a proposta desta aula é destacar as implicações do efeito de sentido a partir da relação causa e consequência, sendo estes recursos importantes para a compreensão de um texto argumentativo.

Vamos lá?

1 Leia com atenção o excerto do texto 1 a seguir:

Texto 1

Pior que nossos pais: mudanças climáticas já afetam a saúde das novas gerações.

Doenças infecciosas, enchentes, incêndios florestais e escassez de alimentos pintam futuro sombrio para uma criança nascida hoje caso o ritmo de emissão de carbono continue nos níveis atuais

Por Matheus Souza

Ninguém mais duvida que as mudanças climáticas trazem consequências catastróficas para o meio ambiente. Agora, um estudo elaborado por 120 especialistas de diferentes países estima quais são os efeitos dessas mudanças para a saúde dos seres humanos, e mostra que um grupo é especialmente atingido: as crianças.

Publicado na revista científica The Lancet, o relatório Countdown on Health and Climate Change 2019 (Contagem Regressiva sobre Saúde e Mudanças Climáticas), lançado nesta quarta-feira (13), aponta que uma criança nascida hoje terá prejuízos ao longo de toda a vida caso o ritmo de emissão de carbono continue nos níveis atuais. Com sistema imunológico ainda em desenvolvimento, elas são mais vulneráveis aos impactos. O estudo também teve colaboração de pesquisadores brasileiros. Da USP, são coautores o professor Paulo Saldiva, da Faculdade de Medicina (FMUSP), e Carlos Nobre, presidente do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas e pesquisador do Instituto de Ciências Avançadas (IEA) da USP.

Além do relatório geral, o estudo também levantou dados específicos de alguns países, de acordo com o impacto para cada região. No caso do Brasil, por exemplo, as mudanças climáticas tornam o ambiente mais propício para a proliferação da dengue e de outras doenças infecciosas, que afetam mais as crianças. Desde os anos 1950, os mosquitos têm aumentada em 11% sua capacidade de transmitir dengue no País.

Outro efeito diz respeito à  alimentação. Com a elevação da temperatura média do planeta, a produção agrícola é diretamente atingida. No Brasil, o potencial médio de produtividade da soja caiu mais de 6% desde a década de 60. Dessa forma, os bebês estarão mais vulneráveis ao aumento do preço dos alimentos e à desnutrição.

Durante a adolescência, o impacto da poluição do ar piorará. O fornecimento de energia derivada do carvão triplicou no Brasil nos últimos 40 anos e os níveis perigosos de poluição atmosférica ao ar livre contribuíram para 24 mil mortes prematuras em 2016.

Eventos climáticos extremos, como enchentes e tufões, se intensificarão na idade adulta de quem nasce hoje. No Brasil, 1,6 milhão de pessoas foram expostas a incêndios florestais desde 2001/2004, e em todo o mundo houve um aumento recorde de 220 milhões de pessoas acima de 65 anos expostas a ondas de calor em 2018 em comparação com o ano 2000. Em relação a 2017, a alta foi de 63 milhões.

Para que uma criança nascida hoje cresça em um mundo que atingirá emissões zero até seu 31º aniversário, em 2050, é preciso seguir as diretrizes do Acordo de Paris e limitar o aquecimento a um nível bem abaixo de 2°C. Na avaliação dos autores, só isso pode garantir um futuro mais saudável para as próximas gerações.

2 – Após a leitura e análise do Texto 1, aponte as principais consequências das mudanças climáticas citadas no texto e faça o registro no espaço a abaixo.

CONSEQUÊNCIAS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS
             

Como você pode perceber, as consequências das mudanças climáticas afetam muitas pessoas no Brasil. Que recursos linguísticos o autor utiliza, nesse texto, para sustentar as ideias e chamar/ persuadir o leitor quanto ao que está sendo exposto?

3 – Analise as imagens a seguir e, com o auxílio do seu professor e seus colegas, faça uma reflexão, evidenciando as inferências que podem ser extraídas a partir dessas imagens, fazendo relação às causas estudadas na aula anterior. Registre as considerações no caderno de anotações.

Imagem1                                            Imagem 2

Estudante, espera-se que você tenha compreendido a relação de causa e consequência em relação ao fato apresentado. Além disso, as intervenções propostas nessa atividade dizem respeito à construção da sua cidadania, afinal, enquanto integrante de um grupo, de uma família, da escola, de alguma agremiação estudantil  ou  ONG, você  pode propor ações de conscientização, ou intervenção direta, de modo a colaborar  para  diminuir  e  evitar  os  danos  causados  ao  meio      ambiente.

Nesse   sentido,  registre   fatos  ocorridos no bairro,  cidade ou estado, onde você vive, em relação às mudanças climáticas, evidenciando causas e as consequências que a sua a comunidade enfrentou ou enfrenta em função disso.

GEOGRAFIA

Tema/Título da Atividade: Os principais produtos produzidos no Brasil.

Primeiro momento: Questão disparadora: Você sabe o que é commodities?

Resposta: Commodities são produtos de origem agropecuária ou de extração mineral, em estado bruto ou pequeno grau de industrialização, produzidos em larga escala e destinados ao comércio externo. … No Brasil, as principais commodities são o café, a soja, o trigo e o petróleo.

Segundo momento:  As commodities no Brasil

 

As commodities podem ser consideradas elementos vitais na dinâmica econômica mundial, pois a alteração de seus valores provoca efeitos em todos os seus subprodutos.

A expressão commodity – aportuguesada como “commoditie” – é um termo do inglês que significa bem ou produto e serve para designar o conjunto de bens primários comercializados no mercado financeiro das bolsas de valores. No contexto da economia, trata-se de um dos mais frequentes conceitos utilizados em referência à dinâmica dos preços dos produtos.

A diferença entre matérias-primas e commodities é que o primeiro termo é utilizado para referirem-se a bens primários quaisquer sem haver rigor econômico. Ao ser convertida, economicamente, em commoditie, uma matéria-prima ou produto passa a ter um valor unitário padrão fixado, o que geralmente é realizado a partir de um preço-base definido em uma grande bolsa de valores internacional.

Para exemplificar, considere a seguinte frase: “o preço da arroba do boi subiu consideravelmente nos últimos meses e está comprometendo todo o mercado nacional”. Nesse caso, a carne de gado é a matéria-prima e a “arroba de boi” é a commoditie. Portanto, sempre que falamos da soja, do petróleo, do ouro ou qualquer outro produto em termos de valores fixados, estamos nos referindo a exemplos de commodities.

Não é necessário, portanto, esforçarmo-nos muito para entendermos o grau de importância das commodities para a dinâmica econômica nacional e internacional. Afinal, o preço delas é capital para a determinação dos preços dos produtos originados de suas respectivas matérias-primas, afetando dinâmicas de exportação e importação e refletindo-se sobre os diversos níveis do mercado.

Se, por exemplo, o preço da cana-de-açúcar no mercado internacional eleva-se, significa que a lucratividade dessas commoditie aumentará o que leva os produtores a darem prioridade a esse produto e, nesse caso, destiná-lo preferencialmente ao mercado internacional. Por causa disso, o preço de seus derivados (açúcar e etanol) eleva-se também no mercado nacional e afeta outros subprodutos (alimentos e transporte).

No contexto da Divisão Internacional do Trabalho, alguns países são altamente dependentes das commodities para a exportação, sobretudo os países periféricos pouco industrializados. Outros, apesar de não serem tão dependentes assim, também se veem bastante afetados pela variação dos preços delas, o que inclui o Brasil. Já alguns dos países desenvolvidos dependem das commodities para a importação, tanto para a conversão de suas matérias-primas em mercadorias quanto para o consumo direto.

As principais commodities do Brasil são a soja, a cana-de-açúcar, o café, o minério de ferro, a carne bovina, o cacau, o alumínio e algumas outras. No contexto mundial, considera-se como a principal commoditie o petróleo, uma matéria-prima fundamental e estratégica para o desenvolvimento da maioria dos países.


Fonte :  Brasil faz escola . Rodolfo Alves Pena

Além das commodities o  Brasil é um país cheio de oportunidades para a realização de inúmeras atividades econômicas. Em nosso território são desenvolvidos negócios nos setores primário, secundário e terciário, sendo que o último é o mais forte do país: é responsável por mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB) e pela geração de 75% dos empregos.

Setor primário

setor primário é dividido em atividades de agricultura, pecuária, extrativismo vegetal, mineração, caça e pesca. A agropecuária é o destaque, pois é responsável por  27% do PIB brasileiro e utiliza o solo para o cultivo de vegetais e a criação de animais como bovinos, caprinos, equinos, ovinos e suínos.

No que se refere às plantas, o Brasil é conhecido especialmente pela exportação de café, açúcar, álcool (também obtido a partir da cana-de-açúcar) e laranja para a obtenção de suco. O complexo de soja e as carnes de boi e de frango também apresentam um importante papel na economia brasileira.

Praticamente todas as regiões brasileiras participam de alguma forma do setor primário, mas em atividades diversificadas. O Norte é especialista no extrativismo vegetal de produtos como açaí, madeira, látex e castanha, além de ser uma região cuja mineração de ferro, cobre e ouro também tem bastante força. Enquanto isso, o Centro-Oeste é nacionalmente conhecido pela agropecuária; os maiores destaques são as plantações de soja e milho e a criação de bovinos. Já no Nordeste, é a produção de cana-de-açúcar que se sobressai.

Setor secundário

O setor secundário, também conhecido como setor industrial, tem força no Brasil especialmente na produção de bens de capital, com parques industriais que geram emprego em diferentes regiões do país.

A região Sudeste é a que possui o maior parque industrial do país, principalmente por conta da Região Metropolitana de São Paulo, e abriga as maiores montadoras e siderúrgicas do país. O Sul atua no setor automobilístico, mas também tem diversas metalúrgicas e indústrias dos setores têxtil e alimentício. No Nordeste, o setor petroleiro se destaca e, no Norte, a Zona Franca de Manaus também é importante para o setor secundário.

Setor terciário

Responsável por mais da metade do PIB do Brasil e pela geração de 75% de empregos, o terceiro setor é composto por venda de produtos e prestação de serviços. Essas atividades econômicas aumentam a competitividade do país interna e externamente, sendo essenciais para a produção da riqueza nacional. Fazem parte desse setor telecomunicações, serviços públicos, computação, comunicações e tecnologia.

Este setor tem uma concentração regional, já que 19 regiões metropolitanas reúnem cerca de 81% do valor agregado e da massa salarial. No Nordeste, o turismo representa uma das principais atividades do terceiro setor, mas o Sul e o Sudeste concentram a maior parte de comércios e serviços ofertados, com sofisticação e diversidade.

Importação e exportação

O Brasil é um grande país em extensão territorial, com inúmeras riquezas naturais e a possibilidade de gerar empregos, renda e desenvolvimento, e tudo isso é usufruído pela população e exportado para outras nações.

Na área de exportação, o Brasil é conhecido especialmente por mandar a outros países minério de ferro, aço, soja e seus derivados, automóveis, cana-de-açúcar, aviões, café e carnes bovina e de frango. No que diz respeito à importação, os principais produtos que consumimos de outros países são petróleo bruto, óleos combustíveis, eletrônicos, automóveis e peças para veículos, medicamentos, gás natural e motores para aviação.

Parceria e desenvolvimento

O Brasil faz parte do Mercado Comum do Sul (Mercosul), um bloco econômico que conta também com Argentina, Uruguai e Paraguai.

Além do Mercosul, o país integra a Organização Mundial de Comércio (OMC).

Fonte : Universidade Mackenzie.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: