Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

ROTEIRO DE ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA E GEOGRAFIA 6º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA

RO – SEGREDO POR SEGREDO

  1. LEITURA DO TEXTO
  2. REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE PROPOSTA

1º Momento: Vamos conhecer um trecho do romance Dom Casmurro de Machado de Assis, onde o Bentinho e Escobar estão conversando sobre sua vocação negativa para vida eclesiástica.

2º Momento: Texto 1 – Romance

3º Momento:

Leia o texto e responda:

  1. Na sua opinião, qual é o assunto da conversa entre os personagens?Por que eles não têm vocação para o seminário?
  2. Qual o segredo que relatam entre eles?

4º Momento:

OLÁ!!!! TUDO BEM COM VOCÊS?

HOJE VAMOS CONTINUAR COM CLASSES DE PALAVRAS. VAMOS ESTUDAR OS “VERBOS” !!

O VERBO É A CLASSE DE PALAVRA QUE SE FLEXIONA EM TEMPO, NÚMERO E VOZ PODE INDICAR:

—  UMA AÇÃO;

 —  UM FENÔMENO DA NATUREZA;

—  UM ESTADO 


a) AÇÃO=  EU COMPREI UM BICICLETA.

b) ESTADO= DONA MARIA ESTÁ DOENTE.

c) FENÔMENO DA NATUREZA=  CHOVEU MUITO EM SANTA CATARINA, ONTEM.

GEOGRAFIA

Tema/Título da Atividade: BACIAS E REDES HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS.

Primeiro momento: Questão disparadora:

  1. Qual  região do Brasil possui a maior disponibilidade de água doce ?    Resposta comentada. A região com a maior disponibilidade de água é a região Norte do Brasil que localiza a floresta amazônica e a maior bacia hidrográfica do mundo, e uma população absoluta pequena.
  2. Qual região do Brasil possui a menor disponibilidade de água doce? Resposta comentada. A região com a menor disponibilidade de água é a região Nordeste que localiza a região mais seca do Brasil que é o semiárido, e a região apresenta uma grande população e três grandes centros urbanos Salvador, Recife e Fortaleza.

ANA- Agencia nacional de aguas.

Região Hidrográfica: É o espaço territorial brasileiro compreendido por uma bacia ou grupo de bacias ou sub-bacias hidrográficas contiguas com características naturais, sociais e econômicas homogêneas ou similares com vistas a orientar o planejamento e gerenciamento dos recursos hídricos. 

Segundo momento: Texto: As bacias hidrográficas brasileiras

Bacias hidrográficas do Brasil

Bacia hidrográfica corresponde a uma área drenada por um rio principal, seus afluentes e subafluentes. A topografia do terreno é responsável pela drenagem da água, além de ser responsável por delimitar as bacias, ou seja, as partes mais altas do relevo determinam para onde as águas da chuva irão escoar.

O Brasil é um país privilegiado quando o assunto é disponibilidade de água-doce – 12% das reservas mundiais de água-doce estão no território brasileiro. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), o país possui 12 bacias hidrográficas, que estão distribuídas por todo o território nacional. Veja a localização no mapa e as principais características de cada uma delas:

Bacia Hidrográfica Amazônica
É considerada a maior bacia hidrográfica do planeta, responsável por drenar água de uma área de aproximadamente 7 milhões de quilômetros quadrados. No Brasil, ela compreende uma área de 3.870.000 km², apresentando grande potencial para geração de energia hidrelétrica, além de possuir características propícias para o transporte fluvial.

Bacia Hidrográfica do São Francisco
Importante meio de ligação entre as Regiões Nordeste e Sudeste, a bacia do São Francisco possui cerca de 640 mil quilômetros quadrados. Apresenta extensos trechos navegáveis, além de grande potencial hidrelétrico. O garimpo, a mineração, a irrigação e a poluição hídrica ameaçam a qualidade dos rios dessa região.

Bacia Hidrográfica do Tocantins-Araguaia
Com 967.059 quilômetros quadrados, essa é a maior bacia hidrográfica exclusivamente brasileira. Seu potencial energético é explorado, com destaque para a usina hidrelétrica de Tucuruí, no estado do Pará.

Bacia Hidrográfica do Paraná
A bacia do Paraná, presente no Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, possui rios de planalto e encachoeirados, perfeitos para a instalação de hidrelétricas. Esse potencial é aproveitado pelas usinas de Ilha Solteira, Itaipu, Capivari, Engenheiro Sérgio Mota, Água Vermelha, etc.

Bacia Hidrográfica do Parnaíba
Abrangendo uma área de aproximadamente 340 mil quilômetros quadrados, essa bacia hidrográfica está presente nos estados do Piauí, Maranhão e na porção oeste do Ceará. Os principais rios são o Balsas, Uruçuí-Preto, Gurgueia, Longá, Poti e Canindé.

Bacia Hidrográfica do Uruguai
Essa bacia está presente nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O principal rio, o Uruguai, nasce da confluência dos rios Canoas e Pelotas. Suas características são propícias para a construção de usinas hidrelétricas.

Bacia Hidrográfica do Paraguai
A bacia hidrográfica do Paraguai é típica de planície, apresentando grandes extensões para navegação. No Brasil, ela está presente nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, englobando uma área de 361.350 quilômetros quadrados. Tem como principal rio o Paraguai, que nasce na Chapada dos Parecis (MT).

Bacia Hidrográfica do Atlântico Nordeste Oriental
A bacia do Atlântico Nordeste Oriental é responsável por drenar água de uma área de 287.348 quilômetros quadrados, compreendendo os estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. Os principais rios são o Beberibe e Capibaribe, além do Jaguaribe, considerado o maior rio intermitente (temporário) do mundo.

Bacia Hidrográfica Atlântico Nordeste Ocidental
Situada nos estados do Maranhão e Pará, essa bacia hidrográfica possui 254.100 quilômetros quadrados. Os principais rios perenes são: Mearim, Itapecuru e Turiaçu.

Bacia Hidrográfica Atlântico Leste
A bacia do Atlântico Leste, com 374.677 quilômetros quadrados, abrange territórios de Sergipe, Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo. O Rio Jequitinhonha se destaca nessa área de drenagem.

Bacia Hidrográfica Atlântico Sudeste
Formada pelos rios Doce, Itapemirim, São Mateus, Iguape, Paraíba do Sul, entre outros, a bacia hidrográfica do Atlântico Sudeste está presente nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná, correspondendo a uma área de 229.972 quilômetros quadrados.

Bacia Hidrográfica Atlântico Sul
Com predominância de rios de pequeno porte, essa bacia hidrográfica possui 185.856 quilômetros quadrado. Seus rios desaguam no Oceano Atlântico.

Fonte : Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia

Exercícios comentados:

Questão 1

O conceito de bacia hidrográfica é:

a) a área drenada por um rio principal e seus afluentes.

b) o conjunto de rios navegáveis em um país.

c) o conjunto de rios utilizados para o abastecimento de água em um país.

d) o conjunto formado por um rio principal e seus afluentes.

e) o conjunto de obras e equipamentos utilizados para gerar eletricidade no país.

Letra A. é uma área drenada por um rio principal e seus afluentes. Como exemplos podemos  analisar  a cidade de Bauru que possui pequenos rios que são afluentes do rio Bauru porque desaguam no rio Bauru, e por sua vez o Rio Bauru é um afluente do rio Tiete porque desagua no rio Tiete formando a bacia do Tiete –Batalha.   

Questão 2

Qual é a maior bacia hidrográfica em extensão do Brasil?

a) Bacia Tocantins-Araguaia

b) Bacia do Paraná

c) Bacia do Atlântico Nordeste

d) Bacia do Paraguai

e) Bacia Amazônica.

Letra E- A Bacia Amazônica possui uma área de 7.500.000 Km², e é a maior bacia hidrográfica  do mundo.

Recorte: A bacia do Tiete batalha- A distribuição de agua em Bauru.  

Aproximadamente 38% da população de Bauru é abastecida pelo Rio Batalha, que nasce na Serra da Jacutinga, no município de Agudos/SP, e deságua no Rio Tietê no município de Uru. Pertence à Bacia Hidrográfica do Médio-Tietê. Faz parte do Comitê de Bacias Tietê-Batalha.

De acordo com a legislação de controle da poluição do meio ambiente, Lei Estadual nº 997/76, aprovada pelo Decreto nº 8.468/76, o Rio Batalha é classificado de acordo com as seguintes características:

Classe 2: águas destinadas ao abastecimento doméstico, após tratamento convencional, à irrigação de hortaliças ou plantas frutíferas e à recreação de contato primário (natação, esqui-aquático e mergulho)”.

O Rio Batalha tem sofrido durante anos a degradação de sua mata ciliar e o mau uso do solo, pela falta de planejamento em suas margens. Isso levou às erosões, o que tem influenciado no nível do reservatório  de captação, principalmente nas épocas de estiagem. Todo o material que as chuvas carreiam das erosões chega à captação, provocando o assoreamento da represa.

Em 2003 o DAE construiu, com recursos materiais e humanos próprios, uma barcaça para dragar o rio na época das chuvas, para que na estiagem o mesmo tenha um nível de água melhor por mais tempo.

 

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: