Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

ROTEIRO DE ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA E GEOGRAFIA 8º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA

  1. Questão para a reflexão sobre concordância
  2. Explicação.
  3. Exercícios.
  4. Questionário.Canais de Comunicação:

Facebook, Classroom, atendimento chat do CMSP.

Continuando a refletir sobre concordar!!!!

13. Sujeito formado por pessoas gramaticais diferentes

Nesta situação, o verbo vai para o plural e concorda com a pessoa, por ordem de prioridade.

Exemplo:

Eu, tu e Cássio só chegaremos ao fim da noite.

(eu, 1.ª pessoa + tu, 2.ª pessoa + ele, 3.ª pessoa), ou seja, a 1.ª pessoa do singular tem prioridade e, no plural, ela equivale a nós, ou seja, “nós chegaremos”.

Jair e eu conseguimos comprar um apartamento.

(eu, 1.ª pessoa + Jair, 3.ª pessoa). Aqui também é a 1.ª pessoa do singular que tem prioridade. No plural, ela equivale a nós, ou seja, “nós conseguimos”.

14. Sujeitos ligados por “ou”

Os verbos ligados pela partícula “ou” vão para o plural quando a ação verbal estiver se referindo a todos os elementos do sujeito.

Exemplo:

Doces ou chocolate desagradam ao menino.

Quando a partícula “ou” é utilizada como retificação, o verbo concorda com o último elemento.

Exemplo:

A menina ou as meninas esqueceram muitos acessórios.

Mas, quando a ação verbal é aplicada a apenas um dos elementos, o verbo permanece no singular.

Exemplo:

Laís ou Elisa ganhará mais tempo.

15. Sujeitos ligados por “nem”

Quando os sujeitos são ligados por “nem”, o verbo vai para o plural.

Exemplo:

Nem chuva nem frio são bem recebidos.

16. Sujeitos ligados por “com”

Quando semelhante à ligação “e”, o verbo vai para o plural.

Exemplo:

O ator com seus convidados chegaram às 6 horas.

Mas, quando “com” representar “em companhia de”, o verbo concorda com o antecedente e o segmento “com” é grafado entre vírgulas:

Exemplo:

O pintor, com todos os auxiliares, resolveu mudar a data da exposição.

17. Sujeitos ligados por “não só, mas também”, “tanto, quanto”, “não só, como”

Nesses casos, o verbo vai para o plural ou concorda com o núcleo mais próximo.

Exemplo:

Tanto Rafael como Marina participaram da mostra.
Tanto Rafael como Marina participou da mostra.

18. Partícula “se”

No caso em que a palavra “se” é índice de indeterminação do sujeito, o verbo deve ser conjugado na 3.ª pessoa do singular.

Exemplo:

Confia-se em todos.

No caso em que a palavra “se” é partícula apassivadora, o verbo deve ser conjugado concordando com o sujeito da oração.

Exemplo:

Construiu-se uma igreja.
Construíram-se novas igrejas.

19. Verbos impessoais

Os verbos impessoais sempre são conjugados na 3.ª pessoa do singular.

Exemplo:

Havia muitos copos naquela mesa.
Houve dois meses sem mudanças.

Veja também: Verbo Haver

20. Sujeito seguido por “tudo”, “nada”, “ninguém”, “nenhum”, “cada um”

Neste caso, o verbo fica no singular.

Exemplo:

Amélia, Camila, Pedro, ninguém o convenceu de mudar a opinião.

21. Sujeitos ligados por “como”, “assim como”, “bem como”

O verbo é conjugado no plural.

Exemplo:

O trabalho, assim como a confiança, fizeram dela uma mulher forte.

22. Locuções “é muito”, “é pouco”, “é mais de”, “é menos de”

Nestes casos, em que as locuções indicam preço, peso e quantidade, o verbo fica sempre no singular.

Exemplo:

Três vezes é muito.

23. Verbos “dar”, “soar” e “bater” + hora(s)

O verbo sempre concorda com o sujeito.

Exemplos:

Deu uma hora que espero.
Soaram duas horas.

24. Indicações de datas

O verbo deve concordar com a indicação numérica da data.

Exemplo:

Hoje são 2 de maio.

Mas o verbo também pode concordar com a palavra dia.

Exemplo:

Hoje é dia 2 de maio. 1.Complete fazendo a devida concordância do verbo entre parênteses.
a- A multidão aglomerada na avenida ________________ o trânsito. (atrapalhava/atrapalhavam)
b- Livros, apostilas, revistas, nada _____________; tudo foi destruído. (escapou/escaparam)
c- O bando de meninos ______________ . (correu/correram)
d- Só _____________ alguns meninos na sala. (havia/haviam)
e- Aqui ___________ invernos muito frios. (faz/fazem)
f- O relógio da matriz ___________ doze horas. (bateu/bateram)
g- No relógio da sala ____________ onze horas. (deu/deram)
h- Os Estados Unidos _______________ com a anistia. (concordou/concordaram)
i- Santos __________ uma cidade litorânea. (é/são)
j- ______________-se de mais gente na lavoura. (precisa / precisam)
k- _______________-se quartos para rapazes. (aluga/alugam)
l- _____________ -se relógios. (conserta / consertam)
m- O pessoal _____________ animado. (continua/ continuam)
n- Um bando de morcegos _____________. (voava/voavam)
o- Naquela época ______________ muitas doenças infecciosas. (havia/haviam)
p- Os melhores marceneiros ______________ ótimos trabalhos. (faz/fazem)
q- ___________ dois meses que não o vejo. (faz/fazem)
r- Lá ______________ muitas obras de arte. (existe/existem)
s – Lá _____________ muitas obras de arte. (havia/haviam)
t- _______ poucos alunos matriculados. (havia/haviam)
u- __________ ainda alguns ingressos à venda. (existe/existem)
v- A manada _______________ sobre o acampamento. (avançou/avançaram)
w- ____________ sete anos que trabalha nesta empresa. (Faz/ Fazem)
x- Ele é um dos que mais ___________ nesta loja. (vende/vendem)
y- Telefone, computador, fax, tudo ___________________ o homem. (auxilia/auxiliam)
z- Na reunião _______________________ de assuntos diversos. (tratou-se/trataram-se)

GEOGRAFIA

Corporações e organismos internacionais e do Brasil na ordem econômica mundial.

Primeiro momento: Questão disparadora: O que você compreende por produção?

– Cite dois produtos que você utiliza no seu dia a dia que sejam itens industrializados.

Em seu município tem indústrias? O que elas produzem?

Segundo momento: Texto . Industrialização brasileira

O Brasil é considerado um país emergente ou em desenvolvimento. Apesar disso, está quase um século atrasado industrialmente e tecnologicamente em relação às nações que ingressaram no processo de industrialização no momento em que a Primeira Revolução Industrial entrou em vigor, como Inglaterra, Alemanha, França, Estados Unidos, Japão e outros.

As indústrias no Brasil se desenvolveram a partir de mudanças estruturais de caráter econômico, social e político, que ocorreram principalmente nos últimos trinta anos do século XIX.

O conjunto de mudanças aconteceu especialmente nas relações de trabalho, com a expansão do emprego remunerado que resultou em aumento do consumo de mercadorias, a abolição do trabalho escravo e o ingresso de estrangeiros no Brasil como italianos, alemães, japoneses, dentre muitas outras nacionalidades, que vieram para compor a mão de obra, além de contribuir no povoamento do país, como ocorreu na região Sul. Um dos maiores acontecimentos no campo político foi a proclamação da República. Diante desses acontecimentos históricos, o processo industrial brasileiro passou por quatro etapas.

• Primeira etapa: essa ocorreu entre 1500 e 1808, quando o país ainda era colônia. Dessa forma, a metrópole não aceitava a implantação de indústrias (salvo em casos especiais, como os engenhos) e a produção tinha regime artesanal.

• Segunda etapa: corresponde a uma fase que se desenvolveu entre 1808 a 1930, que ficou marcada pela chegada da família real portuguesa em 1808. Nesse período foi concedida a permissão para a implantação de indústria no país a partir de vários requisitos, dentre muitos, a criação, em 1828, de um tributo com taxas de 15% para mercadorias importadas e, em 1844, a taxa tributária foi para 60%, denominada de tarifa Alves Branco. Outro fator determinante nesse sentido foi o declínio do café, momento em que muitos fazendeiros deixaram as atividades do campo e, com seus recursos, entraram no setor industrial, que prometia grandes perspectivas de prosperidade. As primeiras empresas limitavam-se à produção de alimentos, de tecidos, além de velas e sabão. Em suma, tratava-se de produtos sem grandes tecnologias empregadas.

• Terceira etapa: período que ocorreu entre 1930 e 1955, momento em que a indústria recebeu muitos investimentos dos ex-cafeicultores e também em logística. Assim, houve a construção de vias de circulação de mercadorias, matérias-primas e pessoas, proveniente das evoluções nos meios de transporte que facilitaram a distribuição de produtos para várias regiões do país (muitas ferrovias que anteriormente transportavam café, nessa etapa passaram a servir os interesses industriais). Foi instalada no país a Companhia Siderúrgica Nacional, construída entre os anos de 1942 e 1947, empresa de extrema importância no sistema produtivo industrial, uma vez que abastecia as indústrias com matéria-prima, principalmente metais. No ano de 1953, foi instituída uma das mais promissoras empresas estatais: a PETROBRAS.

• Quarta etapa: teve início em 1955, e segue até os dias de hoje. Essa fase foi promovida inicialmente pelo presidente Juscelino Kubitschek, que promoveu a abertura da economia e das fronteiras produtivas, permitindo a entrada de recursos em forma de empréstimos e também em investimentos com a instalação de empresas multinacionais. Com o ingresso dos militares no governo do país, no ano de 1964, as medidas produtivas tiveram novos rumos, como a intensificação da entrada de empresas e capitais de origem estrangeira comprometendo o crescimento autônomo do país, que resultou no incremento da dependência econômica, industrial e tecnológica em relação aos países de economias consolidadas. No fim do século XX houve um razoável crescimento econômico no país, promovendo uma melhoria na qualidade de vida da população brasileira, além de maior acesso ao consumo. Houve também a estabilidade da moeda, além de outros fatores que foram determinantes para o progresso gradativo do país.

Engenhos de açúcar primeira etapa da indústria no país.

Fonte : Eduardo de Freitas : Site . Mundo educação

https:/www.embrapa.br>agroindustria

Gráfico: produção mundial do setor  de agroindústria

Produção mundial 2016-2017

PaísesProdução em bilhões de U$
CHINA1.117
ÍNDIA414
UNIÃO EUROPEIA308
ESTADOS UNIDOS185
BRASIL162
INDONÉSIA141
RUSSIA108
PAQUISTÃO76
ARGENTINA70
TURQUIA64

Como podemos observar pelo gráfico acima a agro indústria movimenta trilhões de dólares em todo o mundo e esses números só tendem a aumentar. A agroindústria tem participação de 6% no produto interno Bruto brasileiro no beneficiamento, na transformação dos produtos e no processamento de matérias primas provenientes da agropecuária, promovendo dessa forma maior integração do meio rural com a economia de mercado.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: